terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Burguer King - Péssimo Atendimento e Qualidade

Dia: 08/01/18, Segunda-feira, por volta das 13:30hs, resolvemos (eu e minha esposa), comer um lanche no Burguer King da R São Bento, 256 - centro. A loja tem uma entrada muito apertada! Será que a loja teve um Arquiteto que projetou a entrada desta forma? 
Fomos ao balcão de atendimento para fazer o pedido, a achei estranho, nesse horário, não ter ninguém na fila! Então fomos direto ao caixa, escolhemos os lanches, fizemos o pedido, pagamos, e só aí que o atendente/caixa nos informou que estavam SEM molho de catchup em sachê. OK fazer o quê! Depois que já fizemos o pedido! Mas eu olhei pela janela da cozinha, e vi que tinha catchup na bisnaga... então, pelo menos, eles tinham o molho "à granel"!
Fiquei ao lado do balcão de saída dos pedidos, esperando me chamarem... Quando a atendente que estava entregando as bandejas me chamou, pedi: - Você pode fazer um favor: colocar um pouco de catchup um copinho plástico? Ela virou e perguntou pela boqueta (janela que une a cozinha e o atendimento, onde são passados os lanches) pra uma mulher de camisa branca, provavelmente a sua gerente, se podia dar o molho no copinho, a mulher balançou a cabeça negativamente... a atendente veio até a mim e respondeu que NÃO podia! (Nossa!!!! Que Péssimo atendimento! Nunca vi isso na minha vida! Recusar um molho pra um cliente! Que tipo de treinamento o Burguer King dá à esses gerentes e atendentes?) Eu já ia devolver o pedido e pedir pra devolver o meu pagamento... mas minha esposa me impediu! 
Então subimos no 1ª andar pra procurar uma mesa, onde também percebemos que haviam muitas mesas livres! Isso em pleno horário de pico (13:30hs)... mas agora eu entendi o porquê! Pelo Péssimo atendimento... só podia dar nisso! Loja vazia! Também percebemos que mesmo com a loja meio vazia, e cheio de atendentes... a limpeza das mesas, estavam ruim! Inclusive estava muito ruim a limpeza ao redor da máquina de bebidas, muito "melado", cheio de respingos, canudos molhados...
Começamos a comer os lanches, e percebi que no "nervoso" esqueci de pedir mais guardanapos! (É outro absurdo, regular guardanapo de papel! Porque não sei quanto a vocês... mas um saquinho com 2 folhinhas de guardanapo... não dá pra nada!)
Ao terminarmos, levei a bandeja até a lixeira... que também estavam péssimos! Cheio de lixo.
Acreditei que era só o péssimo atendimento que seria a minha decepção desta loja, mas estava enganado... o pior aconteceu quando cheguei em casa... porque só aí que percebi que a higiene e qualidade da cozinha, também deveria ser péssima, como todo o restaurante! Porque comecei a ter cólicas intestinais... e que terminou em um "desarranjo" intestinal (se é que você me entende!).

Portanto: CUIDADO! Se você escolher a loja da Rua São Bento do Burguer King!

domingo, 31 de dezembro de 2017

Guinza Sushi - Atendimento Precisa Melhorar Muito!

Dia 22/12/17, Sexta-feira, por volta das 14:30hs fui almoçar com minha esposa e filho, no Guinza Sushi, que fica na Alameda Jaú, 540 - Jd Paulista. 
Entramos no restaurante, o garçom veio nos atender e levar à uma mesa, mas já percebi no rosto deste garçom que ele não gostou do horário que chegamos pois já era "quase" o horário de fechamento do almoço (15:00hs). Mas fazer o quê! Ele nos acomodou numa mesa perto da porta, não perguntou nada! E foi montar à mesa, "jogando" os utensílios na mesa: shoyuzara (pratinho pra colocar molho shoyo), hashi (pauzinhos usado como talher), pratinho de suporte (ou apoio) e nos entregou apenas 1 guardanapo de papel pra cada pessoa! Acho um absurdo o restaurante economizar em guardanapo de papel desta forma! Pedi pro garçom trazer mais guardanapos... o quê ele não o fez!
Não tirou o pedido das bebidas, e já foi servindo a entrada: sunomono (pepino agridoce)! Depois perguntou se íamos no rodízio ou a la carte, informamos que seria rodízio. Daí ele perguntou se era o completo ou o executivo? Meu filho perguntou: - Qual a diferença? Ai ele foi buscar o cardápio pra sabermos o que seria servido num ou no outro! (Porque não trouxe o cardápio logo que sentamos? O garçom estava com pressa de nos atender? Mas deste jeito... acabou demorando mais tempo! Os passos corretos pra um atendimento eficiente do garçom seria: 1. sentar o cliente à mesa, já com o cardápio em mãos, 2. tirar o pedido das bebidas, 3. entregar o cardápio, 4. buscar as bebidas e servi-las, 5. tirar o pedido dos pratos) Observação: o cardápio estava todo "melado" de gordura! 
Pedimos o rodízio executivo (R$52,90), dai o garçom perguntou: - Tem algum item que vocês não gostam? (OBS: o correto seria perguntar: o que gostaríamos que fosse servido) Respondemos que poderia vir de tudo, menos Temaki (sushi enrolado na mão em forma de cone)!
E só ai que ele perguntou qual a bebida. (OBS: as bebidas tem que ser o 1ª pedido a ser tirado pelo garçom, porque enquanto o garçom vai buscar as bebidas, ele deixa o cardápio, e esse é o tempo para o cliente ver o cardápio e decidir o que vai pedir! Além disso, servindo a bebida em 1ª, o cliente pode pedir uma 2º bebida! Coisa que não fizemos, porque com apenas uma bebida deu para acompanhar todo o tempo da refeição!)
Enquanto ele foi buscar as bebidas, já nos serviram uma das "entradas": shimeji (cogumelos), que estava ótimo!
E só nesse momento que serviram as bebidas! O garçom que serviu as bebidas, "jogou" os canudos encima da mesa! Além disso, o meu copo estava sujo por baixo, estava melado! Limpei o copo no meu único guardanapo!
Daí já veio um prato misto com sushi e sashimi, achei estranho! Porque num restaurante japonês, este seria o prato principal, a estrela do show, o ponto alto! E visto que ainda não haviam servido as outras entradas, como: harumaki, guioza, bolinhos, missoshiro, tempurá... e etc; e nem os pratos quentes (como: yakissoba, milanesas... e etc); até porque... se tivessem servido esses outros itens em 1ª, o cliente não vai conseguir comer muito do: sushi e sashimi, que são os itens mais caros!
Outra coisa esquisita... é que o prato com sushi e sashimi, veio sem: gari (gengibre) e wassabi (raiz forte)! Tive que pedir pro garçom! (OBS: será que isso também é pra economia? Economizar gari e wassabi!!!! Num restaurante japonês!!!! Absurdo! Mas o pior é que quando o garçom nos trouxe, veio uma quantidade Absurda! Ele encheu 3 shoyuzara: 2 com wassabi e 1 com gari, numa quantidade do tamanho de uma bola de pingue-pongue! E que acabou sobrando muito, e certamente virou lixo! Desperdício! Então que economia "besta" foi essa??!?! Além disso o sushiman deve ter feito o wassabi em grande quantidade no dia anterior, e sobrou! E foi esta sobra que ele nos serviu. Porque? Porque o wassabi estava "fraco", sem intensidade, e isso acontece porque de um dia pro outro... vai perdendo a "ardência")
Quando já estávamos no meio do prato principal... foi que trouxeram as entradas! (OBS: o que já não fazia mais sentido! Mas acho que isso foi pela pressa do garçom em ir embora, e acabou atrapalhando todo o serviço! Quanto a qualidade dos sushi's: pelo menos no restaurante usam gohan, arroz, japonês! Porque já fui em alguns restaurantes "japoneses" que servem sushi de arroz Agulha, comum. Mas infelizmente os sushi's não estavam bem feitos, mal enrolados, o sushiman não apertou o arroz com a pressão correta! E estavam desmontando, desmanchando) 
Então pedimos uma repetição do prato principal: sushi's (OBS: se tivessem seguido a ordem correta do rodízio... não seria preciso repetir! E aí sim, geraria uma "economia" pro restaurante, visto que os peixes são os itens mais caros!) Lógico que não foi servido os pratos quentes do rodízio como: tempurá, milanesa, yakissoba... (será que o cozinheiro já tinha ido embora?) 
Na sobremesa: o garçom nos deu a opção: mousse chocolate ou sorvete? Pedimos 3 mousse's. Mas quando serviram... estavam todos congelados! Ou seja: tomamos sorvete e não mousse! Tudo isso é a pressa pra nos mandar pra fora do restaurante?
Quando veio a conta, bem rápido, eu não ia pagar a comissão (10%) porque achei o serviço ruim! Mas meu filho não deixou!

São esses "serviços", e profissionais ruins, que acabam prejudicando o nosso mercado! Mas tudo isso por falta de treinamento e supervisão dos gerentes e donos de restaurantes. Que tristeza!

Ricardo

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Habib's Santa Cruz - precisa ter cuidado com a higiene!

Caros Amigos,


Eu fico, as vezes, decepcionado com algumas pessoas que "trabalham" na área de alimentação!

E mais ainda com os gerentes destas lojas...


Hoje, 29/09/2017 antes de ir à uma consulta no Hospital Santa Cruz, fui "almoçar" no Restaurante Habib's que fica na Rua Domingos de Moraes, 2.400 ao lado do metrô Santa Cruz. Mas fiquei "arrepiado" com a falta de higiene no restaurante! Vejam as fotos...

- O vidro ao lado a mesa que eu sentei... estava todo respingado de catchup (e estava seco, portanto já faziam dias que o catchup estava no vidro!)
- A parede, pilar, ao lado desta janela, estava toda respingada com um liquido branco
- Na janela estava cheio de lixo (papel)


Isso que eu reparei, foi só ali onde eu me sentei! Fico imaginando onde não conseguimos ver, como: bar, cozinha, copa... e etc!



Mas o pior... é ver 4 garçons mais 1 gerente (ou sub, não sei!)... todos brincando e conversando!



E  essa falta de visão nos detalhes... que acaba com os profissionais deste setor!








segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Voluntario para Palestra, Curso e Treinamento para Jovens entrar na área de Alimentação

Caros Amigos,

Você tem um local, instituição, escola... onde possamos juntar um grupo de "aprendizes" para o setor de alimentação? Então veja:

Com a minha experiência da área de alimentação, onde atuo a mais de 30 anos. Administrando e gerenciando as melhores casas do ramo. E também como já é de conhecimento público: falta mão de obra qualificada para esse setor! Por este motivo, nos últimos 20 anos, criei, testei e venho aprimorando um treinamento para formar os profissionais na área, e gostaria de oferecer este meu treinamento aos seus: alunos, pais, parentes e amigos, tentando suprir as necessidades que existem nesse mercado, como também de ajudar as pessoas que se encontram desempregadas neste momento de crise.

Meu curso (treinamento) além de ser voltado ao trabalhador para área de alimentação, conta com o 1º módulo: que é voltado a formação da pessoa, pois como vocês também devem saber: as pessoas não estão recebendo educação dentro de casa, na família, e isso afeta diretamente o tipo de profissional nas empresas, portanto o 1º módulo, serve para TODOS os tipos de trabalhadores.

Bom, caso tenham interesse, gostaria de oferecer esse meu treinamento Totalmente Gratuito, Sem custo: para a Instituição, como também para os participantes deste meu treinamento. Como voluntário.

Caso tenham interesse, ou mais informações, por favor: entrem em contato.

Obrigado

Ricardo Ota

quinta-feira, 14 de junho de 2012

DOIS PESOS... DUAS MEDIDAS...

Quando o outro não faz, é preguiçoso.
Quando você não faz... Está muito ocupado.

Quando o outro fala, é intriga (ou fofoca).
Quando você fala... É crítica construtiva.

Quando o outro não vê os fatos, é um "cabeça dura".
Quando você o faz... Está sendo firme.

Quando o outro não cumprimenta, sem educação (ou é mascarado).
Quando você passa sem cumprimentar... É apenas distração.

Quando o outro fala sobre si mesmo, é egoísta.
Quando você fala... É porque precisa desabafar.

Quando o outro se esforça para ser agradável, tem uma segunda intenção. (puxa-saco)
Quando você age assim... É gentil.

Quando o outro encara os dois lados do problema, está sendo fraco.
Quando você o faz... Está sendo compreensivo.

Quando você passa esta mensagem para outras pessoas, é porque gosta dos amigos.
Quando o outro manda... É um desocupado.

Quando o outro faz alguma coisa sem ordem, está se excedendo.
Quando você faz... É iniciativa.

Quando o outro progride, foi apadrinhado, teve oportunidade, teve sorte.
Quando você progride... É fruto de muito trabalho.

Quando o outro luta por seus direitos, é teimoso.
Quando você o faz... É prova de caráter, de persistência.


PORTANTO: NÃO JULGE, PARA NÃO SER JULGADO!

domingo, 20 de maio de 2012

Rodízio MARGINAL GRILL

Domingo, 06-05, ás 13:00 hs, fomos à churrascaria Marginal Grill, que fica embaixo do estádio da Portuguesa. Ao entrar no salão, fomos encaminhados pela recepcionista a uma mesa redonda, próxima à entrada e ao buffet, deixei meus pertences à mesa com a minha família, e fui ao banheiro, o banheiro é pequeno mas limpo (não sei se pelo horário!). Foi só quando voltei para a mesa que o garçom veio tirar nossos pedidos de bebidas: uma coca e copo com gelo, e ela, um suco de laranja. Visto que a casa funciona no sistema de rodízio, seria mais prestativo e funcional se o garçom viesse logo enquando estávamos à mesa, na chegada, para perguntar das bebidas, afinal uma casa como esta, tira boa parte do seu lucro por conta das bebidas, visto que o rodízio já está "vendido". E quanto mais rápido elas forem servidas, mais rápido elas serão consumidas. Quanto mais o cliente beber, menos vai comer. Quando meu filho e namorada retornaram do buffet, fomos eu e minha esposa nos servir, e vi uma funcionaria terminando de montar, colocando ultimos pratos (pelo horário, acho que já deveria estar tudo montado e pronto), mas apesar disso o buffet estava bem servido. Incluindo: paella, e mais um réchaux só com Camarões. Que estavam ótimos! Quando sentei à mesa, o garçom chegou com as bebidas. O problema é que ele apenas "serviu" o meu refrigerante (esqueceu o copo com gelo), levando embora o suco da minha esposa, que trouxe de volta depois de "passear" pelas outras mesas. Na verdade, o problema vai além. Servir não é só colocar a garrafa na mesa e tirar a tampa, é: colocar o copo (com gelo, se o cliente assim o pediu) na mesa, pelo lado direito do cliente, abri-se a garrafa na bandeja, serve-se a bebida no copo, pelo menos até a metade do copo, e deposita-se a garrafa atrás do copo. Além disso, pela regras de etiqueta, deveria ter servido a dama (minha esposa) em primeiro! Depois tirou o pedido das bebidas do meu filho e namorada, se tivesse feito isso no ínicio, não teria que buscar as bebidas e servi-las em "parcelas". Durante a refeição pedimos várias bebidas, foram: 6 refrigerantes, 5 sucos e um coquetel de morango sem álcool, e em todas as vezes o garçom “serviu” do mesmo “jeito” e sem o copo com gelo! Começamos a comer o que nos servimos do buffet, terminado, tirei o prato de lado, e que o garçom logo veio retirar e trocar o prato sujo. Parabéns! Giramos o sinalizador para a cor verde que indica: estamos pronto para as carnes, e começaram a nos servir, depois de um bom tempinho que começamos a comer, passou um garçom com uma bandeja com: pasteis e batata frita, acho que ele deveria ter passado antes! Pois eu poderia ter começado a comer os pasteizinhos como entrada, o que pra casa seria bom, porque economicamente, seria mais vantajoso à casa (e “caberia” menos carne) mas agora já era tarde! Sugestão: poderiam ter servido antecipadamente como entrada, alguns petiscos, como: polenta frita, torresmo, linguiças, mandioca frita, bolinhos... e etc, somados aos pasteizinho e a batata frita. Vale sempre a pena investir numa boa variedade deste tipo de petisco num rodízio! A família inteira gosta, reduzindo assim o consumo dos alimentos mais caros. A casa tem uma boa variedade de carnes, mas nas mesas passavam sempre os mesmos cortes: fraldinha, alcatra e costela; os melhores cortes demoravam mais. A certa altura, minha esposa percebeu que não passavam com queijo bolinha assado, por sinal, não só ela, mas muita gente adora! Ela perguntou a um dos garçons, que ele fez uma cara de dúvida, mas depois de algum tempo, ele veio com um pratinho com quatro (4) bolinhas de queijo! Para quatro pessoas, achei pouco! Parecia que estavam racionando, mas ao menos ele atendeu ao pedido da minha mulher prontamente. Com o passar do tempo, mesmo com o sinalizador: verde, percebi que os garçons não vinham mais à mesa, pelo que eu senti, acho que foram treinados para passar na mesa por um certo tempo apenas. Erro. O cliente precisa gostar da casa, sentir-se bem atendido, para voltar. E isso inclui ser servido enquanto ele quer ser servido. No final, eu só queria algumas bananas à milanesa, mas foi bem difícil de consegui-las, depois de uns 15 minutos esperando o garçom passar, e nada! Pedi para o garçom que nos “servia” as bebidas para chamar o garçom “das bananas”, depois de mais uns 10 minutos o garçom das bebidas volta com um pratinho com quatro (4) pedaços de banana, não preciso explicar novamente fazendo referência à quantidade, não é? "Miguelar" comida num rodízio definitivamente não é agradável para o cliente. O correto seria o garçom das bebidas, pedir para o garçom das bananas passar à minha mesa, assim casa um poderia se servir da quantidade exata do seu desejo. Acho terrível uma casa agir assim... contando o que se serve para os clientes! Seria melhor se usassem mais a inteligência servindo as tais “entradinhas”, com custo menor, do que deixar o cliente insatisfeito! Dai meu filho pediu um Petit Gateau, que veio rápido e caprichado! Gozado, não? Tudo que foi cobrado à parte, vem rapidamente, assim como a conta, logicamente para podermos liberar a mesa para os próximos clientes que aguardavam na porta. Agilidade é sempre bom, mas não só quando convém à casa. O melhor da experiência inteira foi o serviço de valet do estacionamento que é gratuito e rápido. Foi o único que recebeu gorjeta.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Rodízio Japônes – Koto Sushi

Muito BOM! Dá pra melhorar um pouquinho... pra ficar Ótimo!


Pessoal, neste Domingo, 02/10, fui almoçar no Koto Sushi (mudou de nome... acho que agora é More Sushi), em Santana, zona Norte, Praça Força Expedicionária, e a minha impressão foi: Muito Bom!

Foi tranquilo fazer reserva.
Ao entrar no restaurante, as 13:15 horas, já fomos recepcionados e nos indicaram a mesa. O restaurante parece que foi reformado, e estava bem limpo.
Na frente do restaurante tem uma área aberta com mesas, ótimo para dias quentes! Mas infelizmente na área externa do restaurante ao lado, que estava fechado, haviam vários mendigos dormindo no local... que torna o uso destas mesas impossível!
Assim que nos acomodamos, o garçom Jarlan, nos atendeu prontamente, informamos que tínhamos voucher’s, e ele nos explicou o que o rodízio com os voucher’s nos dá direito! E começou a anotar os nossos pedidos. A bebida foi servida corretamente... antecipamente. Daí começaram a servir os pratos quentes de entrada, o harumaki e o guioza, estavam ótimos, tanto que repetimos, o shimeji... precisava puxar um pouco mais! O tempurá sequinho, agora o Yakissoba... foi o melhor que já provei num rodízio!!!! Porque normalmente num rodízio, os restaurantes não dão prioridade aos pratos quentes, pois o principal é o sushi, mas no Koto... estão de Parabéns pelo Yakissoba! Parabéns ao cozinheiro!!!!!!
A limpeza da mesa, perfeita! Sempre que terminávamos um prato... era imediatamente retirado, exatamente como deve ser num rodízio! O garçom sempre pronto e por perto! Pois todas às vezes que queríamos pedir algo mais... ele estava atento.
Depois começaram a servir os pratos frios: os sushis, e uma boa surpresa... o tamanho dos sushis... eram pequenos, na porção certa de um “bocado”, pois a pior coisa que tem num restaurante japonês, é quando os sushis são grandes... e você tem que morder no meio, porque não cabe na boca! O arroz dos sushis... também com grãos pequenos, mas no ponto certo. Só o salmão do nigirisushi que estava um pouco seco, deve ter sido fatiado cedo, e ficou na geladeira! A minha única queixa é da reposição, ou seja: quando pedimos para repetir o prato combinado de sushis... demorou!!!!!! Não acho legal quando um restaurante rodízio fica segurando os pratos de repetição para dar o “tempo da saciedade”, pois se optou por servir rodízio... não fica “miguelando”!!!
Ao pedir a conta, que também veio rápido! Fiquei surpreso novamente agora com a honestidade! Rara hoje em dia! Porque os meus vouchers eram de R$18,90 cada rodízio, e no dia que fomos o preço do rodízio era R$35,90 mas foi cobrado 10% de serviço sobre o valor de R$18,90... PARABÉNS! Porque normalmente nas casas “mal” administradas, cobram os 10% sobre o valor cheio do dia.

Em resumo: Recomendadíssimo!